A poesia como forma de amor

Quando se fala em poema, é impossível não se recordar de Carl Staples Lewis, ou simplesmente, CS Lewis.

Lewis nasceu em Belfast no dia 29 de novembro de 1898.

Ele foi um professor universitário, escritor, romancista, poeta, crítico literário, ensaísta e apologista cristão irlandês. Foi professor e membro tanto da Universidade de Oxford como da Universidade de Cambridge. Foi também um respeitado estudioso da literatura medieval e renascentista, tendo produzido alguns dos mais renomados trabalhos acadêmicos envolvendo esses temas no século XX.

Deixaremos aqui um lindo poema recitado por ele:

A Prece Vespertina

“De todas as minhas pobres derrotas e oh! de muito mais eu sei,
De todas as vitórias que aparentemente conquistei,
Da sagacidade que em teu favor demonstrar consegui,

À qual, enquanto pranteiam anjos, o auditório ri;
De todos os meus esforços, para a tua divindade provar,
Tu, que não concedeste um sinal, vem me livrar.

Pensamentos como moedas são. Que eu não confie, em lugar
De confiar em Ti, na imagem gasta de tua face neles a brilhar.
Dos pensamentos todos, até os que de acerca de Ti venha a ter,

Ó tu, Belo Silêncio, cai e vem libertar meu ser.
Do fundo da agulha e da estreita porta o Senhor,
Livrar-me vem do vão saber para a morte não ser meu penhor.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *